OLHO VIVO NO DINHEIRO PUBLICO

Tudo que o Governo (Prefeitos, Governadores e Presidente) gasta vem dos impostos e taxas que pagamos.



A Prefeitura deve incentivar a participação

popular na discussão de planos e orçamentos.

Suas contas devem ficar disponíveis paras

qualquer cidadão.

(Lei de Responsabilidade Fiscal, art. 48 e 49)




Não é dever e sim obrigação. Com esse intuido nos perguntamos como podem o proprietários que tanto pediram os mata burros (fotos abaixo) agora colocarem porteiras nos mesmos. Entendemos que a Prefeitura não realizou a devida manutenção nos mesmos, mas isso é inaceitável porque as pessoas que usam esta estrada agora tem novamente que parar seus veiculos/motos para abrirem as porteiras.

Bom, contudo neste pequena amostra dá pra se notar que nossos vereadores tambem se preocupam muito pouco com o destino das verbas do municipio. Com isso deixamos de ter lazer, turismo, saúde, educação, saneamento e muitas outras coisas que são de nosso direito.

O favorecimento de poucos acaba neste tipo de situação, infelizmente não é um caso isolado. Agora vemos uma pesquisa em um site do Municipio em que está se discutindo a aprovação de uma lei onde vai favorecer os compadres e o coronéis.

O PT de Piranguçu faz uma unica pergunta, onde ficam os menos favorecidos nesta história?

EM DIA COM A POLITICA DE PIRANGUÇU

Está claro que o assunto mais palpitante é a política local. Desperta mais curiosidade, suposições, antenas ligadas.
Uma das armas preferidas para a agressão é a ironia. Penso, porém, que a ironia, sem uma boa dose de inteligência, é pura grosseria.
A política local está dando os primeiros sinais de que vai ferver para as próximas eleições. Em breve, o PT local se reunirá para tratar, entre outras questões, dessa conjuntura. Será uma boa prosa, bom debate, até porque terá opiniões divergentes. Outros partidos não sei como se movimentam neste sentido.
Tenho notícias de que muitas conversas de bastidores já estão acontecendo não no âmbito de partidos, mas entre os políticos mesmo, de forma individual. E o cenário, em breve, começará a se desenhar. Esperemos pra ver. Continuo curioso para saber que caras terá a próxima eleição. Ouço dizer de alianças improváveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário